Buscar
  • Treinam Mentorias

Simon LeBon, do Duran Duran, afirma que o streaming está matando uma geração inteira de artistas

Escrito por Ashley King e traduzido por Izabel Muratt

Crédito da foto: Eva Rinaldi (CC by 2.0) O vocalista do Duran Duran, Simon LeBon, diz que o streaming de música está matando toda uma geração de artistas.

Em uma nova entrevista com a NME, LeBon falou francamente sobre como o modelo de pagamento por streaming irá desencorajar os músicos de perseguirem sua paixão como uma profissão em tempo integral. O governo do Reino Unido conduziu uma investigação da indústria de streaming e descobriu que uma "reinicialização total do sistema é necessária."

"Os artistas precisam ser pagos adequadamente pela música tocada - é daí que o dinheiro deveria vir", disse LeBon em entrevista à NME. "O que os artistas ganham? Algo como dois décimos de centavo por stream, e isso não vai apenas para os artistas. Uma porcentagem disso também irá para a gravadora, que não distribui para estes artistas. Eles irão distribuir para artistas que consideram serem seu maior sucesso."

"É tão injusto e tão errado - a ideia de que as pessoas podem gastar nove libras por mês e ouvir música ilimitada me preocupa, para começar, porque desvaloriza a música gravada", continua LeBon. "O verdadeiro efeito indireto prático é que novas bandas não podem ganhar dinheiro ao menos que toquem ao vivo, e durante uma pandemia, ninguém foi capaz de fazer isso. Haverá um buraco nessa geração."

O vocalista do Duran Duran, Simon LeBon, não é o único artista que reflete esse sentimento de que o streaming está matando a classe.

O vocalista do Elbow, Guy Garvey, disse à BBC no ano passado que o streaming de música está "ameaçando o futuro da música", ecoando o sentimento de LeBon. “Isso parece muito dramático, mas se os músicos não podem pagar o aluguel, não teremos mais música no amanhã."

Nadine Shah também testemunhou no Comitê DCMS, falando em nome de seus colegas músicos. Ela disse aos reguladores que estava falando por eles "porque não queremos perder o apoio das plataformas de streaming e das grandes gravadoras."

Isso porque todo o dinheiro é pago aos detentores dos direitos, que então dividem o dinheiro de acordo com as porcentagens. A BBC relata que os artistas recebem apenas cerca de 13% da receita que geram, com as gravadoras e editoras ficando com o resto. 13% de US $ 0,003 por stream não paga os artistas o suficiente para continuarem fazendo música.

Parte dessa perda pode ser atribuída a contratos arcaicos, segundo Tom Gray, da banda Gomez. Os acordos de grandes gravadoras ainda trazem cláusulas para cobrir a quebra física de vinis e CDs. Isso significa que até 10% dos royalties de um artista podem ser deduzidos - apesar da maioria das músicas estarem em plataformas de streaming atualmente.

Leia a matéria original aqui.

5 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo